Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
14/02/19 às 20h16 - Atualizado em 15/02/19 às 11h33

Percentual das obras de infraestrutura em Vicente Pires teve evolução em janeiro

COMPARTILHAR

 

Considerada uma das principais prioridades do governo atual, as obras de infraestrutura do Setor Habitacional Vicente Pires registraram aumento percentual de execução dos serviços de drenagem e pavimentação em cinco dos onze lotes do Setor Habitacional. Os lotes 3, 4, 5, 9 e 10 registraram avanços. “Sentamos e discutimos com todos os envolvidos nas obras e definimos um cronograma audacioso. Este é apenas o primeiro de muitos avanços. Vamos trabalhar de forma mais eficiente para dar mais celeridade aos serviços”, explicou Izidio Santos junior, Secretário de Obras e Infraestrutura do GDF.

 

O aumento percentual foi considerado expressivo pelas equipes e técnicos que trabalham nas obras, pois, em decorrência principalmente das fortes chuvas que atingiram o DF no final do ano passado, não haviam sido registrados avanços na execução dos serviços nos meses de novembro e dezembro de 2018. “É uma demonstração de compromisso com a população. Aproveitou-se o veranico de janeiro para avançar nos serviços, inclusive de pavimentação, o que é complicado neste período de chuvas”, explicou Luciano Carvalho, secretário-adjunto de obras e infraestrutura do GDF.

 

Saiba quais lotes registraram evolução:

 

PERCENTUAL DE EXECUÇÃO FÍSICO DA OBRA POR LOTES – 01/2019

 

LOTE DRENAGEM (%) PAVIMENTAÇÃO (%)
01 26 21
02 06 06
03 69 64
04 28 18
05 35 26
06 39 39
07 64 45
08 01 0
09 35 20
10 30 15
11 18 06

 

 

DRENAGEM – Mesmo com a evolução do percentual de pavimentação em quatro lotes de Vicente Pires, em função do período chuvoso, nos meses de janeiro e fevereiro, o foco dos serviços será o serviço de drenagem na região. Tal decisão se deve ao fato da impossibilidade de se realizar serviços de pavimentação com solo encharcado; para o qual são necessários, no mínimo, de 10 a 15 dias de estiagem.

 

Os serviços previstos para serem realizados nos dois primeiros meses deste ano são: execução das lagoas de detenção de números 08, 13, 14, 17, 18, 64 e 134; execução do túnel line das redes de drenagem 69 e 84; execução da galeria de águas pluviais da Rua 04 e execução das redes de drenagem 81, 132 e 133.

 

A previsão é que as obras sejam entregues à população em 2020, com diversas entregas parciais no ano de 2019.

 

PRIORIDADES – Em vistoria realizada em fevereiro, técnicos da Secretaria de Obras e Infraestrutura avaliaram o andamento dos serviços de drenagem e pavimentação em pontos considerados estratégicos para a mobilidade e qualidade de vida da comunidade local, como as ruas 01, 03, 04, 04B, 05, 08 e 10. As lagoas de contenção 70 e 131 também foram vistoriadas.

 

“São pontos cruciais para a liberação de novas frentes de serviços. Desta forma, será dada uma atenção especial a essas localidades para conclusão dos serviços”, explicou Marcelo Galimberti Nunes, Subsecretário de Acompanhamento e Fiscalização de Obras (SUAF).

 

Com a resolução de alguns entraves técnicos nos trechos visitados, a expectativa é dar uma maior celeridade à obra e minimizar os transtornos. “Como a obra é de alta complexidade, foram identificados os principais gargalos e tomadas as devidas providências para conclusão dos serviços nesses trechos e, assim, dar uma guinada nas obras e minimizar os transtornos ”, explicou Izidio Santos, Secretário de Obras e Infraestrutura do DF.

 

Mobilização para a retirada de restos de obras em Vicente Pires

 

 

Leia também...