Governo do Distrito Federal
7/07/14 às 18h37 - Atualizado em 13/10/22 às 15h37

Obras de drenagem e asfaltamento chegarão a mais 3 regiões do DF

 

Os moradores de Vicente Pires, Arniqueiras/ Bernardo Sayão e Buritizinho, em Sobradinho, receberão, em breve, a implantação de sistema de drenagem pluvial e pavimentação asfáltica.

O governador Agnelo Queiroz e o vice Tadeu Filippelli assinaram sexta-feira (04/07), a autorização para a publicação do edital de licitação das obras nesses locais, que constantemente sofrem com alagamentos e desgastes das vias.

Esse é um trabalho de engenharia que o atual governo está realizando há mais de dois anos. Os projetos de infraestrutura para cada região já estão prontos. Quando concluído o processo licitatório, o prazo para a realização das obras é de 24 meses.

“Essa medida será de grande significado para as pessoas que moram nessas regiões, que terão um grande avanço, possível de se fazer por causa do processo adiantado de legalização dessas áreas para buscar recursos e assinatura de contratos”, destacou o governador, ao lembrar que os recursos são oriundos do PAC 2 – Pavimentação e Qualificação de Ruas Urbanas.

O vice-governador Tadeu Filippelli lembrou que o objetivo é trazer uma solução definitiva para melhorar a infraestrutura das regiões. “Não adianta fazer o trabalho pela metade, por isso o pacote que estamos lançando vai contemplar a implantação de um sistema de captação de águas pluviais, pavimentação asfáltica, meio-fio, calçadas e outros equipamentos públicos”, informou.

Serão investidos R$ 520 milhões em Vicente Pires, R$ 36 milhões em Buritizinho e R$ 64 milhões em Arniqueiras/Bernardo Sayão, provenientes do PAC 2 – Pavimentação e Qualificação de vias Urbanas.

As obras beneficiarão apenas em Vicente Pires, mais de 62 mil habitantes. Inicialmente serão feitos 223 km de redes de drenagem. Quando concluída a fase da rede de águas pluviais, será a vez de iniciar a pavimentação. Ao todo, serão 216,2 km de ruas asfaltadas e 540 km de calçadas.

A iniciativa colocará fim às medidas paliativas e que custam milhões de reais em infraestrutura, como as recuperações de vias e operações tapa-buraco, nessas cidades que tiveram um crescimento desordenado.

Com a realização das obras, esses problemas serão solucionados, garantindo mais conforto e dignidade aos moradores desses locais.

Pontes e viadutos – O processo licitatório autorizado inclui ainda a construção de cinco pontes sobre córregos na região interna de Vicente Pires e seis viadutos que farão o acesso à região para quem estiver na Via Estrutural.

Os viadutos serão construídos em dois pontos, sendo um nas proximidades do posto de polícia (CPRV) e outro mais acima. Cada ponto terá um conjunto de três viadutos, sendo um sob a pista que segue sentido Plano Piloto-Taguatinga, outro no sentido oposto e um terceiro sob a via marginal.

Com isso, os motoristas que moram em Vicente Pires e trafegam pela Estrutural, não precisarão mais ir até viaduto do Pistão Norte para acessar a cidade, o que vai reduzir o tempo de viagem e também o gasto com combustível.

Durante o período de obras, um posto de atendimento será montado em cada região para esclarecimento de dúvidas por parte da população.