Governo do Distrito Federal
Maria da Penha ONLINE Governo do Distrito Federal
3/10/12 às 3h00 - Atualizado em 13/10/22 às 15h34

Projeto do túnel de Taguatinga é apresentado em audiência pública

O projeto do Túnel de Taguatinga foi apresentado à população em uma Audiência Pública realizada nesta quarta-feira (03/10), no Centro Cultural do Taguaparque. Durante toda a manhã, o secretário de Obras, David José de Matos, e técnicos envolvidos explicaram o projeto e tiraram dúvidas da comunidade. “Essa reunião é para dar cumprimento a Lei 8.666, que prevê a realização de audiência pública para obras com custo superior a R$ 150 milhões”, explicou o secretário, logo na abertura dos trabalhos. O túnel tem custo estimado de R$ 250 milhões.

Presidida pelo secretário de Obras, a mesa também foi composta pelo presidente em exercício da Novacap, André Fortes, que na ocasião representou o governador em exercício, Tadeu Filippelli. Ainda pela Secretaria de Obras, estiveram presentes as subsecretárias de Projetos, Marise de Medeiros; e de Gerenciamento de Programas de Obras, Rossana Cunha. O administrador de Taguatinga, Carlos Alberto Jales, e o engenheiro responsável pelo projeto, Joaquim Carlos Neto, completaram a mesa.

Pelo projeto, os carros que estiverem na Avenida Elmo Serejo, sentido Plano Piloto, mergulharão por um túnel e já sairão na EPTG. Do outro lado, aqueles que chegarem a Taguatinga pela EPTG também passarão pelo túnel até o início da Via Estádio, logo após o viaduto da Avenida Samdú. Isso vai evitar a retenção de veículos nos semáforos do Centro de Taguatinga. Vias marginais darão acesso às Avenidas Comerciais e Samdú Sul e Norte.

De acordo com o engenheiro Joaquim Neto, que fez a apresentação, a intenção de construir o túnel no Eixo Oeste, região de maior demanda populacional, é dar maior fluidez ao trânsito e fortalecer o transporte público. “Num dia normal, transitam pelo Centro de Taguatinga cerca de 60 mil veículos, sendo que 60% desse total estão apenas de passagem, daí a importância de um túnel como esses, permitindo que esses carros não interfiram no trânsito da cidade”, explicou.

A próxima etapa do processo é a de pré-qualificação, em que serão apontadas as empresas que preenchem os requisitos para participar da licitação. A obra será executada com recursos do PAC Mobilidade Grandes Cidades, que destinou R$ 2,2 bilhões para obras de infraestrutura no DF. As informações técnicas do projeto e o regulamento da audiência continuam disponíveis no site.